Objetos Voadores Não Identificados – São Reais?

O que a Bíblia diz a respeito de objetos voadores não identificado (OVNIS)?

Nada! Naturalmente, alguns têm argumentado que eles são mencionados na Bíblia (e.g., 2 Rs 2:11), mas não existe nada comparável àquilo que alguns reivindicam terem visto hoje. Entretanto, alguns Adventistas – crentes emocional e espiritualmente equilibrados – têm informado que viram tais objetos e que gostariam de saber como relacionar isto às Escrituras. É comumente crido que objetos voadores vêm de outros mundos/planetas, e isto assume que existe vida inteligent em outros planetas. Eis umas poucas ideais.

1. Vida Inteligente em Outros Planetas: A Bíblia ratifica a existência de vida extraterrestre inteligente. O ministério dos anjos de Deus entre os humanos (Mt 18:10; Sl 91:11) e a declaração que os filhos de Deus se regozijaram quando o Senhor estava criando indicam que existem seres inteligentes, e existem mesmo antes da criação da humanidade (Jó 38:7). O Filho de Deus – um extraterrestre, se isto o agradar – desceu ao nosso mundo, tornou-Se um de nós, e ascendeu ao céu vitorioso sobre as forças do mal (Jo 1:1-3, 14; At 1:9; Cl 2:15). Também é importante manter em mente que as forças do mal não são ligadas à terra; elas vieram para aqui do espaço exterior para se opor a Deus e enganar os humanos (Ap 12:7-9).

2. E se Eles Forem Reais? O que podemos dizer àqueles que creem que objetos voadores não identificados são reais e que eles vêm de outros planetas? Primeiro, a Bíblia deixa claro que essa comunicação entre humanos e formas de vida extraterrestres é possível apenas através da mediação de Cristo, que enviou o Espírito Santo e Seus anjos para ministrarem em nosso favor (1 Tm 2:5; Jo 14:16, 17, 26).

Segundo, Deus através de Cristo revelou como a situação humana em toda a sua diversidade de expressão deve ser resolvida. Qualquer desvio do plano divino é suspeito.

Terceiro, Cristo estabeleceu claramente a maneira do Seu retorno (Mt 16:27; 24:30, 31; 1 Ts 4:14-17). Portanto, podemos afirmar que Ele não estará usando objetos voadores não identificados que algumas pessoas reivindicam ter visto.   

Quarto, poderes do mal estão envolvidos no conflito cósmico, e procuram enganar os humanos oferecendo um plano alternativo para a solução da situação humana. Eles se tornarão particularmente ativos através de milagres e manifestações sobrenaturais ao nos aproximarmos do fim do conflito cósmico (Ap 13:13, 14). As Escrituras nos dizem que eles irão aos reis da terra para reuni-los contra Deus e Seu povo (Ap 16:14). Eles até mesmo tentarão imitar o retorno de Jesus Cristo (2 Ts 2:8, 9). Estes ensinos bíblicos fundamentais deveriam ser usados para avaliar qualquer alegada manifestação de vida extraterrestre em nosso planeta nos objetos voadores não identificados, ou em qualquer outra forma.

3. Evidência Adicional? Alguns Adventistas têm usado uma declaração de Ellen G. White para argumentar que ela antecipou o fenômeno dos objetos voadores não identificados e os identificou como sendo de origem demoníaca: “Terríveis cenas de caráter sobrenatural logo se manifestarão nos céus, como indício do poder dos demônios, operadores de prodígios. Os espíritos diabólicos sairão aos reis da Terra e ao mundo inteiro, para segurá-los no engano, e força-los a se unirem a Satanás em sua última luta contra o governo do Céu” (O Grande Conflito, p. 624). Deixarei para o leitor decidir como interpretar esta interessante declaração. Podemos, baseados na evidência bíblica, declarar definitivamente que as manifestações demoníacas aumentarão em intensidade e natureza.

O tempo dirá, se é que existem, o que são os objetos voadores não identificados; e, se reais, quais seriam suas intenções. Nossa segurança deve estar baseada na Escritura. Não deveríamos ser distraídos por este fenômeno daquilo que é mais importante: o cumprimento da missão que Deus nos tem confiado. Os Adventistas não deveriam ficar obcecados por estas coisas, mesmo se pudermos afirmar que as temos visto. O plano divino, e nosso envolvimento nele, são as coisas mais importantes.   

Data: 
3/13
Translation: 
Translated by a volunteer